Incertezas


Porque dessa vez as palavras se escondem?
Porque não consigo colocar para fora o que está sufocado?
Talvez o meu silêncio sejá sufuciente e minha dor esteja presa, junto com as palavras que mal querem sair.
Talvez amanhã as dores se convertão em lágrimas, para que eu possa respirar mais aliviado.
Talvez amanhã você volte pra mim!

1 comentários:

Lici disse...

Que bonito esse texto!

Beijos

Postar um comentário