Sobrevivência

Olhando pra você eu me sinto tão só
Por que será que o destino nos separou?
Tenho me apegado a esperanças, talvez inexistentes.
Antes de você, tudo o que existia era a solidão.

Nunca me disseram que o amor seria fácil de lidar.
Ele é frágil e nem sempre cuidamos dele muito bem.
Eu me viro e faço o melhor que posso.
Mas nada garante que ele sobreviva.

E agora que você partiu, eu não quero mais me sentir só.
Escrevendo alguns versos, ouvindo a melodia.
Buscando alguém pra mim.
Aguem que olhe em mim e me ame pelo que eu sou.

Nunca me disseram que o amor seria fácil de lidar.
Ele é frágil e nem sempre cuidamos dele muito bem.
Eu me viro e faço o melhor que posso.
Mas nada garante que ele sobreviva.

Mas enquanto houver esperanças, ainda poderá haver amor.
E eu estou esperançoso.
Esperar é um belo dom de conseguir.
Há tanta vida la fora.

E eu só quero me abrir ao amor outra vez.
Olhando pra você eu me sinto tão só.

3 comentários:

Juci Barros disse...

Lindo demais. Esperar é sobreviver.
Beijos.

Roberio disse...

Muito profundo, omg. O texto é seu? pergunto isso pq a parte que se repete diz o seguinte: "é uma musica" .

Mαχii ℓopez disse...

Oi Robério. O texto é meu sim. assim como maioria neste blog. Onde eu cito 'uma' MELODIA. Refiro-me a melodia do texto, que na verdade é uma música.

Obs: os textos cuja autoria não me pertence, você encontrará os direitos logo ao fim.
E obrigado mais uma vez pela sua importante presença aqui.
Abraços, Max Lopes.

Postar um comentário